Ribeirão Preto, 30 de Julho de 2014
[ Busca avançada ]

09/05/12 - 12h43 (Atualizado em 09/05/12 às 01h10)

Anticoncepcionais combinados orais contendo drospirenona: alerta para tromboembolismo venoso

Tamanho da letra: A- A+

Fonte: Dra. Julieta Ueta (julietarponline@gmail.com)

Sinto saudades de escrever esta coluna! Tenho uma coleção de temas e tópicos para interessantes que podem ser comentados. Infelizmente, nem sempre a vida permite que façamos o que queremos na ordem que queremos. Bom demais poder estar por aqui. E aqui vai uma história interessante.

Desde que li, em abril de 2011, dois artigos científicos sobre a possibilidade de drospirenona apresentar um risco maior, 2 Aa3 vezes maior que outros progestógenos de causar tromboembolismo venoso, bateu-me uma preocupação angustiante. O que faço??? Alardeio rapidamente a notícia ou aguardo para verificar se tal achado é realmente significativo.

Neste mundo de fármacos e medicamentos um fato mal divulgado ou precocemente divulgado ou tardiamente divulgado pode causar danos desnecessários. Optei por aguardar um pouco para avaliar e confirmar os achados.

Em outubro de 2011 a ANVISA alertou sobre os riscos relatados nos 2 trabalhos, um envolvendo as mulheres americanas e outro as mulheres inglesas

Você pode estar se perguntando o que a drospirenona tem a ver com você. De um jeito ou de outro um pouco, pelo menos, tem a ver com você, seja você quem for. Drospirenona é um progestógeno usado em alguns anticoncepcionais. Na verdade anticoncepcionais relativamente novos. Os nomes comerciais mais conhecidos são Yaz e Yasmin. Recordo-me que muitas das alunas logo após o lançamento destes anticoncepcionais os usavam em detrimento de outras opções. Sempre as questionava por que este anticoncepcional e não outros.  Enfim qual o melhor?



Voltando à drosperinona, convém citar que os 2 artigos que li, foram publicados em revistas científicas altamente conceituadas.

Como era de se esperar, o FDA ou o Food and Drug Administration, a ANVISA dos Estados Unidos, decidiu avaliar cautelosamente os resultados, somados a outros achados que engrossavam a suspeita de que a presença de drospirenona, um progestógeno, em anticoncepcionais hormonais combinados aumentava o risco de tromboembolismo venoso.

Um pouco sobre os anticoncepcionais


Ciclo hormonal feminino humano

 

Anticoncepcionais hormonais de uso oral representam um avanço no universo de métodos contraceptivos. Os primeiros contraceptivos orais foram introduzidos nos idos da década de 60 e continham altas doses de estrógeno e progestógeno. Logo se percebeu que as doses altas de estrogénio estavam associadas a um risco aumentado de tromboembolismo venoso, que com certez pode trazer sérias consequências às mulheres. É fato consumado, ou seja, é reconhecido cinetífica e clinicamente que estrógenos tem efeitos protrombótico, o que causaria preocupações sobre os riscos de complicações cardiovasculares tanto arteriais quanto venosas vicnulado ao uso de anticoncepcionais hormonais combinados. Que os riscos de tromboembolismo venoso, trombose venosa profunda e embolia pulmonar sejam aumentados devido ao uso dos anticoncepcionais hormonais combinados mais antigos, não há dados de quanto isto de fato acontece nos registros de uso. Estes dadosdisponíveis são limitados aos novos lançamentos.

De qualquer forma, ao longo dos anos subseqüentes, anticoncepcionais orais que contêm doses menores de estrogênio e progesterona foram desenvolvidos e introduzidos no mercado na tentativa de reduzir o risco cardiovascular. Inclusive anticoncepcionais que contem somente progestógeno. Entre os anticoncepcionais hormonais combinados, o tipo de progestogênio se tornou o foco de discussão nos meados de1990, quando a preocupação foi levantada de que mulheres que tomam contraceptivos orais de terceira geração (que continha desogestrel ou gestodeno) estavam em um risco aumentado de tromboembolismo venoso em comparação com aqueles contraceptivos orais que continham progestogeno de segunda geração, o levonorgestrel.

Vários estudos encontraram um aumento do risco de desogestrel e gestodeno, enquanto outros argumentavam que vieses nos estudos poderiam ser responsáveis para os achados de risco aumentado. No final, o consenso geral entre especialistas foi de que havia um aumento do risco de tromboembolismo venoso em usuárias de contraceptivos orais de terceira geração.

Concluindo: todo anticoncepcional combinado que contém estrógeno + progestógeno pode apresentar riscos cardiovasculares, dependendo da mulher e de suas condições.

Anticoncepcionais que contëm drospirenona

Uma busca rápida no site Consultaremedios mostra a lista de anticoncepcionais que contem drospirenona como progestógeno e sempre etinilestradiol como estrógeno.



Tromboembolismo venoso

O tromboembolismo venoso é uma condição clínica em que ocorre a trombose venosa profunda (TVP) e/ou a embolia pulmonar. A trombose venosa profunda ocorre quando se forma um coágulo (trombo) sanguíneo no interior de veias profundas, mais comum na perna ou na coxa do paciente, causando o entupimento desta veia. A embolia pulmonar ocorre quando o coágulo (ou trombo) se desprende das paredes das veias e é levado pela corrente sanguínea até o pulmão, causando a embolia pulmonar. O desprendimento desse coágulo que leva à embolia pulmonar é uma condição que pode ser fatal.

http://www.sbquadril.org.br/info-pacientes.php?ver=3
 

O tromboembolismo venoso provoca, anualmente, um número maior de mortes do que a aids, os tumores de mama e próstata e os acidentes de carro, todos juntos. No Brasil dados do último relatório da Organização Pan-Americana da Saúde revelam que as doenças do aparelho circulatório estão em terceiro lugar na lista das principais causas de internações no SUS, o Sistema Único de Saúde.

Apesar dos números preocupantes, a prevenção do tromboembolismo profundo não tem merecido a devida atenção nos hospitais mundo afora. No Brasil, apenas 36% dos pacientes internados receberam algum tipo de cuidado preventivo nos últimos tempos. Em outros países a situação é um pouco melhor, onde 51% dos doentes tomaram medicamentos para evitar o mal.

Os sintomas mais comuns são de dor abrupta em uma ou nas duas pernas e inchaço. Procure ajuda médica o mais rápido possível, pois o diagnóstico é muito fácil e simples de fazer através de ultra-sonografia, e quanto mais cedo forem tomadas as providências para um tratamento adequado, menores são os riscos e as consequências. E no caso escolher o melhor método contraceptivo indicado.



Progestógenos e o Tromboembolismo Venoso

Como você deve ter concluído existem vários progestógenos usados em anticoncepcionais hormonais combinados. Atualmente existem no mercado aqueles que contêm levonorgestrel, considerado de segunda geração e os que contêm gestodeno, desogestrel e drospirenona de terceira geração. Estudos recentes mostraram que os anticoncepcionais com progestógenos de terceira geração apresentam risco aumentado de provocar tromboembolismo venoso. O risco aumentado de tromboembolismo venoso foi encontrado também para o uso de contraceptivos orais contendo ciproterona.

Em abril deste ano, ou seja, abril de 2012, um ano após as publicações dos 2 artigos, o FDA exigiu que fosse colocado na bula de anticoncepcionais contendo drospirenona um alerta de que seu uso pode aumentar o risco de tromboembolismo venoso.

Assim, a vigilância pós-comercialização para monitorar o uso de contraceptivos mais novos na medida que são introduzidos no mercado é importante, particularmente para um risco já reconhecido como o tromboembolismo venoso.

O que fazer?

Saber como cada mulher é ou em que estado está como a idade, etnia, condições clínicas ao longo da vida é fundamental. Ser acompanhada por um médico de inteira confiança que conhece as características dos produtos, seus benefícios e riscos para cada mulher que opta por fazer uso de método contraceptivo hormonal. Ser acompanhada por um profissional disposto a responder as dúvidas que surgem e que permita às mulheres fazerem a escolha mais adequada, ponderando escolhas com benefícios e riscos.

E no caso destes anticoncepcionais, vale lembrar de 2 coisas: o Programa de Saúde da Mulher ou de assistência farmacêutica disponibiliza anticoncepcionais de graça ou a preço bastante reduzido. Veja a lista nas farmácias da rede pública municipal de seu município ou consulte aqueles disponíveis no Programa de Farmácia Popular.  O anticoncepcional hormonal combinado contendo levonorgestrel, que segundo estudos tem menor risco de tromboembolismo venoso, custa R$0,42 a cartela mensal, isto mesmo quarenta e dois centavos.!

Não são R$4,20 e nem R$42,00. Com R$42,00 é possível você comprar 100 cartelas que servem pra 100 meses, ou seja, 8 anos e 4 meses. ISTO É DIREITO ADQUIRIDO, ou seja, CONQUISTA SOCIAL.

Uma questão fundamental é lembrar ou relembrar que os anticoncepcionais representam uma conquista importante para a mulher que passa a controlar mais adequadamente a concepção de filhos. Uma gravidez definitivamente indesejada é traumática. Planejamento familiar pode ser uma ótima opção.

Frente aos novos achados destes estudos sobre os riscos o que fazer? Informe-se, oriente-se e avalie de maneira mais consciente e balanceada os benefícios e riscos do uso destes medicamentos, como de outros disponíveis. Ficar atenta para os sintomas de alerta.

Assim os benefícios superam os riscos.



Vale lembrar:

Existem benefícios no uso destes medicamentos, alguns apresentam mais ou menos riscos dependendo dos componentes e das características de cada indivíduo.

Em documento sobre planejamento familiar elaborado pela Organização Mundial de Saúde e outras entidades  está descrito O que as mulheres acham sobre os benefícios e vantagens dos anticoncepcionais hormonais combinados:

As mulheres controlam o uso

Pode interromper o uso a qualquer tempo, sem a ajuda de um profissional de saúde

Não interfere com sexo

Ajuda a proteger contra: o risco de gravidez, câncer do endométrio, câncer do ovário, doença inflamatória pélvica sintomática.

Pode ajudar a proteger contra: cistos ovarianos, anemia ferro deficiente.

Reduz: cólicas menstruais, problemas de sangramento menstrual, dor de ovulação, excesso de pelos no rosto e no corpo e outros.

Comente a notícia no Facebook























© 2002-2014 Ribeirão Preto Online - Um novo jeito de ver Ribeirão. Todos os direitos reservados.

Ribeirão Preto Online, Ofertas de Veículos e Imóvel da Cidade são produtos da Empresa Brasileira de Mídia Online. É proibida a reprodução do conteúdo deste portal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem prévia autorizaçao.